Silêncios feitos Gestos


Tu
que não falas com palavras que se oiçam
mas baloiças
entre o percurso do silêncio e a comunicação
traduzida na beleza dos gestos
que bailam graciosos
acompanhados de expressões faciais
Tu
que respiras
no halo eterno do sonho
despertando o olhar
 nas mãos que falam  todos os sentidos
Tu
podes cantar a vida
com sinais de alegria
porque o mundo acolhe
as vozes caladas
que se exprimem em  gestos expressivos
feitos de silêncios sentidos
que configuram
a paz
a amizade
ou o amor
em hinos de solenes melodias
num bailado de sensações
de magias singulares
nascidas em rodopio
à procura de um compreensível sentido.
 
Maximina Girão
Porto, 2003  -  Ano Europeu das Pessoas com Deficiência
Com a minha sincera homenagem,  de grande consideração,  pela comunidade surda.
 

? 2003 - 2021 Associa??o de Surdos do Porto