ASP - Associação de Surdos do Porto

Início

Pedido de Informações

Contactos

Pesquisa

| 21 Setembro 2017  | 2017/2018 - PARA OUVINTES - CURSOS DE LGP - VER INFORMAÇÕES NA SECÇÃO "CURSOS DE LGP PARA A COMUNIDADE OUVINTE"     2017/2018 - PARA OUVINTES - CURSOS DE LGP - VER INFORMAÇÕES NA SECÇÃO "CURSOS DE LGP PARA A COMUNIDADE OUVINTE"     2017/2018 - PARA OUVINTES - CURSOS DE LGP - VER INFORMAÇÕES NA SECÇÃO "CURSOS DE LGP PARA A COMUNIDADE OUVINTE"     

Qualidade

Departamento de Formação Profissional

CIPS - Centro de Integração Profissional para Surdos

Cursos de LGP para a Comunidade Ouvinte

Quem somos? O que fazemos?

Notícias e Informações

Informações em LGP

Os desenhos do Goulão

Porto a Cidade que amamos

A Surdez

Atividades (Plano e Relatório) e Contas (Orçamento e Relatório)

Ai que Saudades...

Comissão Provisória de Gestão

Cultura Surda

Cultura, Lazer e Juventude

Desporto

Diversos/Informações

Educação

Estatutos da ASPorto

Funcionários

Histórias de Vida

Legislação

Língua Gestual

Seniores Surdos

Surdez Cegueira

Ctilg

Surdez Cegueira  | 

Comunicando com uma Pessoa Surdocega


Como ajudar um Surdocego

  1. Ao aproximar-se de um surdocego deixe que se aperceba, com um simples toque, da sua presença.
  2. Qualquer que seja o meio de comunicação adoptado faça-o gentilmente.
  3. Combine com ele um sinal para que ele o identifique.
  4. Aprenda e use qualquer que seja o método de comunicação que ele saiba, mesmo que elementar. se houver um método saiba mesmo que elementar.
  5. Se houver um método mais adequado que lhe possa ser útil ajude-o a aprender.
  6. Tenha a certeza de que ele o está perceber e que você também o está a perceber a ele.
  7. Encoraje-o a usar a fala se ele conseguir mesmo que ele saiba apenas algumas palavras.
  8. Se estiverem outras pessoas presentes avise-o quando for apropriado para ele falar.
  9. Avise-o sempre do que o rodeia.
  10. Informe-o sempre de quando se vai embora, mesmo que seja por um curto espaço de tempo.
  11. Assegure-se que fica confortável e em segurança. Se não estiver vai precisar de algo para se apoiar durante a sua ausência, coloque a mão dele no que servirá de apoio. Nunca o deixe sozinho num ambiente que não lhe seja familiar.
  12. Mantenha-se próximo dele para que ele se aperceba da sua presença.
  13. Ao andar deixe-o apoiar-se no braço, nunca o empurre à sua frente.
  14. Utilize sinais simples para o avisar da presença de escadas, uma porta ou um carro.
  15. Um surdocego que esteja a apoiar-se no seu braço aperceber-se-á de qualquer mudança do seu andar.
  16. Confie na sua cortesia, consideração e senso comum. Serão de esperar algumas dificuldades na comunicação.

    Escreva na palma da mão do Surdocego com o seu dedo indicador

    Como Fazer
    Qualquer Pessoa que possa escrever letras maiúsculas, pode imediatamente usar o alfabeto acima indicado comunicando com a maior parte das pessoas Surdocegas. Traços, Setas e Números indicam a direcção, sequência e número de pancadas. Escreva só na área da palma da mão. Não tente juntar as letras. Quando quiser passar a escrever números, faça um ponto na base da palma da mão; é o sinal de que vai passar a escrever números

    Tradução de um folheto do:
    Helen Keller
    National Center New York

Imprimir este artigo          Enviar este artigo por email

Para ler mais

Comunicação e Trabalho de Equipa na Surdocegueira: papel do Terapeuta da Fala

Gennet, a primeira Surdocega a atingir a Universidade em Espanha

Palestra-Debate sobre a Pessoa Surda e Surdocega

Dias Felizes

Contacto e-mail do Responsável do DAPSc

Casal de Surdoscegos casa após namoro pela Internet

Sou Surdocego e escrevo poemas...

Seminário Exclusão Social e Escolar do Cidadão portador de Surdez e Surdocegueira

Espanha reconhece a Surdocegueira como deficiência específica

Seminário "Preparar Hoje o Futuro: novos horizontes para a Pessoa Surdocega em Portugal" - As Fotos

O papel da Sociedade Moderna na Habilitação e Reabilitação da Pessoa Surdocega ? contributos da Casa Pia de Lisboa na sua concretização

Educação e Qualidade de Vida para a Pessoa Surdocega: Ultrapassando a barreira da "deficiência"

Alfabeto Manual da Pessoa Surdocega

American Foundation for the Blind

Surdocegueira e Múltipla Deficiência Sensorial

Um novo milénio, um novo olhar sobre a Pessoa Humana

Serviços de Apoio a Surdocegos na Europa

Ser Surdocego numa Sociedade que desconhece a Surdocegueira

Um Percurso de Vida

Helen Keller e a Surdocegueira

Helen Keller

Helen Keller e a Surdocegueira

APASCICE

A Vida de Helen Keller

O Surdo com dificuldades visuais

O Surdocego adulto

O bebé Surdocego

Causas da Surdocegueira

Quem é o Surdocego?

1º Encontro Ibero-latino-americano de Surdocegueira e Multideficiência

Universidade Presbiteriana Makenzie - S. Paulo - Brasil

Objectivos deste Departamento

Surdoscegos europeus têm a sua União

O que fica de Helen Keller

Os Surdoscegos querem fazer-se ouvir

XIII Conferência Mundial de Surdocegos

Quem é José Pedro Amaral?

 

 

© 2003 - 2017 Associação de Surdos do Porto