ASP - Associação de Surdos do Porto

Início

Pedido de Informações

Contactos

Pesquisa

| 27 Maio 2017  | 2016/2017 - PARA OUVINTES - CURSOS DE LGP - VER INFORMAÇÕES NA SECÇÃO "CURSOS DE LGP PARA A COMUNIDADE OUVINTE"     2016/2017 - PARA OUVINTES - CURSOS DE LGP - VER INFORMAÇÕES NA SECÇÃO "CURSOS DE LGP PARA A COMUNIDADE OUVINTE"     2016/2017 - PARA OUVINTES - CURSOS DE LGP - VER INFORMAÇÕES NA SECÇÃO "CURSOS DE LGP PARA A COMUNIDADE OUVINTE"     

Qualidade

Departamento de Formação Profissional

CIPS - Centro de Integração Profissional para Surdos

Cursos de LGP para a Comunidade Ouvinte

Quem somos? O que fazemos?

Notícias e Informações

Informações em LGP

Os desenhos do Goulão

Porto a Cidade que amamos

A Surdez

Atividades (Plano e Relatório) e Contas (Orçamento e Relatório)

Ai que Saudades...

Comissão Provisória de Gestão

Cultura Surda

Cultura, Lazer e Juventude

Desporto

Diversos/Informações

Educação

Estatutos da ASPorto

Funcionários

Histórias de Vida

Legislação

Língua Gestual

Seniores Surdos

Surdez Cegueira

Ctilg

A Surdez  | 

Conselhos sobre a Surdez


  • Nas crianças, quanto mais cedo se detecte e estude a existência de Surdez, melhor.
  • Se aquando da gravidez ou durante o nascimento houveram factores e/ou situações de risco, normalmente no Hospital onde a criança nasceu, já deverão ter analisado a possibilidade da criança vir a ter problemas de Surdez. Quando a criança é atacada por meningite, papeira, sarampo e outras doenças similares, há sempre uma forte probabilidade de vir a perder a audição, em percentagens variáveis de ouvido para ouvido e de criança para criança, e neste caso logo os médicos analisarão assunto.
  • Em toda a criança que mostre um atraso acentuado no desenvolvimento da fala deverá ser estudada a probabilidade de existência de Surdez.
  • Idém, durante a escolaridade, se mostra consideráveis atrasos na aprendizagem ou se aparenta desequilíbrios de ordem mental.
  • Sempre que há perfuração do tímpano aparecerá uma Surdez de nível maior ou menor, segundo a afectação que a perfuração causou na membrana do timpano e no canal auditivo.
  • Qualquer problema que afecte a criança nos ouvidos deverá ser logo analisado pois poderá vir a implicar o aparecimento da Surdez.
  • Se existe deformação do pavilhão auricular (orelha), tal não significa a existência de surdez, mas deverá analisar-se bem a hipótese.




    ATITUDE DO PACIENTE ANTE SITUAÇÕES DISTINTAS

    A Informação seguinte é só orientativa. A atitude correcta é ir de imediato consultar um médico especialista.



    Situação surgida:

    Surdez em Crianças
    - Dores de ouvido ocasionais
    - Sem supuração
    - Resfriados frequentes

    Diagnóstico orientativo:

    Otite média (serosa ou mucosa)

    Atitude a tomar:

    Consultar um especialista



    Situação surgida:

    Surdez com paralisação facial

    Diagnóstico orientativo:

    - Complicações de otite média
    - Mastoiditis

    Atitude a tomar:


    Ida ao Hospital



    Situação surgida:

    Surdez que aparece sobretudo em mulheres, durante a gravidez e vai aumentando gradualmente
    - Podem surgir ruídos estranhos nos ouvidos
    - Não há supuração
    - Não existem dores nos ouvidos
    - Existem antecedentes familiares (sobretudo mulheres)

    Diagnóstico orientativo:

    Otoesclerose

    Atitude a tomar:


    Consultar um especialista



    Situação surgida:

    Surdez em adultos que vai aumentando gradualmente do género "ouvir sem entender" e que não está relacionada com resfriados.
    - Não há dor nos ouvidos
    - Podem surgir ruídos

    Diagnóstico orientativo:

    Presbiacusia (Surdez que aparece com a idade)

    Atitude a tomar:

    - Tomar vitaminas A, B (leveduras de cerveja) e E (frutos secos crus e sementes de trigo)
    - Consultar um especialista
    - Usar uma prótese auditiva



    Situação surgida:

    Surdez em pessoas de meia idade que trabalham ou trabalharam em ambientes de poluição sonora e que é progressiva
    - Não há dor nos ouvidos
    - Não existe supuração

    Diagnóstico orientativo:

    Trauma acústico (trauma sonoro)

    Atitude a tomar:

    - Proteger-se do ruído
    - Consultar um especialista



    Situação surgida:

    Surdez relacionada com os resfriados
    - Sente melhoras ao bocejar
    - Melhora ao soprar com a boca cerrada e tapando o nariz
    - Pode, por vezes, aparecer depois duma viagem aérea o após um mergulho submarino
    - Quando fala "sente" retumbar a voz
    - Não há supuração nos ouvidos
    - Nota pressão nos ouvidos (como quando se baixa bruscamente de nível)

    Diagnóstico orientativo:

    - Catarro tubárico
    - Barotrauma
    - Obstrução tubárica

    Atitude a tomar:

    - Tapar os ouvidos com tampões apropriados
    - Mastigar chiclete sem açúcar
    - Consultar um especialista



    Situação surgida:

    - Surdez brusca (geralmente só num dos ouvidos)
    - Ruídos fortes nos ouvidos
    - Podem surgir dores ou derrames

    Diagnóstico orientativo:

    Surdez brusca neurosensorial

    Atitude a tomar:

    Ir ao Hospital



    Situação surgida:

    - Surdez só num dos ouvidos
    - Progressiva aumentando com o passar do tempo
    - Afectando especialmente os sons agudos
    - Provocando ruídos no ouvido afectado
    - Podem surgir dores ou derrames nos ouvidos
    - Podem surgir dores de cabeça

    Diagnóstico orientativo:

    Neurinoma acústico

    Atitude a tomar:

    Consultar um especialista

  • Imprimir este artigo          Enviar este artigo por email

    Para ler mais

    A Reconfiguração Política da Surdez e da Educação de Surdos em Portugal: Entre os Discursos Identitários e os Discursos de Regulação

    Sabe como actuar quando na presença de um Cão de Assistência para Pessoas Surdas?

    Escolas de Referência, Implantes Cocleares, Língua Gestual...

    Publicação

    História de Per Aron Borg

    Médico Surdo descobre terapia para a Surdez

    Comunidade Surda quer uma melhor Integração

    Porque razão o Mirandês é Língua Oficial a a LGP não é?

    V Seminário sobre a Reabilitação da Criança Surda

    Ensino regular penaliza Surdos

    WORKSHOP Surdos na Saúde, Como Comunicar?

    Palestra-Debate sobre a Pessoa Surda e Surdocega

    Dias Felizes

    Grande Marcha da Comunidade Surda Lisboa 23 Set 2006

    Surdos Idosos: Plenitude da Felicidade ou Duplo Isolamento?

    Aguns medicamentos podem provocar a Surdez: CUIDADO

    Nova esperança para os Surdos - Implante poderá permitir ouvir música

    Surdez? Má Audição? Adapte a sua casa!

    Surdez é a segunda doença profissional em Portugal

    Diagnóstico, aconselhamento e habilitação

    A Família e a Criança Surda

    Síndromes Genéticas que incluem Perda Auditiva e Retinose Pigmentar juntos com outros sintomas adicionais

    Informações básicas sobre a Surdez

    Deficiente Auditivo e Surdo: uma reflexão sobre as concepções subjacentes ao uso dos termos

    Algumas definições úteis sobre a Surdez

    Como Falar com uma Pessoa Surda

    Do direito à Diferença: o exemplo da Surdez

    A Surdez - Formas de Correcção

    A Famí­lia descobre a comunicação com os filhos Surdos

     

     

    © 2003 - 2017 Associação de Surdos do Porto